Máscaras e separação por cor no Premiere Pro

O Software de edição de vídeo da Adobe, Premiere Pro, é um dos favoritos do mercado e um dos grandes motivos disso, além do preço acessível, são as inúmeras ferramentas nas mais diversas áreas da produção audiovisual, como o conjunto de ferramentas de áudio, ferramentas de edição NLE e Multicam, efeitos e transições, controle de dados com metadados, marcações, labels e ferramenta de buscas, e as ferramentas de correção de cor. Por mais que pareça simples e intuitivo, o Premiere Pro é uma ferramenta muito completa e complexa, cheia de opções, muitas desconhecidas por editores iniciantes ou antigos que não costumam estudar sobre as novidades que a Adobe está sempre adicionando ao software.

Neste texto, quero destacar duas opções entre o conjunto disponível para tratamento de cor dentro do Premiere, que são as opções de tratamento localizado via máscaras vetoriais e via separação HSL (matiz, saturação e luminância).

HSL

A opção de separação HSL está dentro do Premiere Pro faz muito tempo, não é nenhuma novidade, porém muitos editores a desconhecem ou não sabem muito bem como usá-la. Ela fica na opção de correção de cor secundária dos efeitos RGB Curves e do efeito Three-way Color Corrector.

Antes de analisar como a ferramenta funciona, vamos entender o que é o HSL.
Dentro dos softwares para tratamento de cor, como o Photoshop, Premiere, After Effects, Lightroom e Speed Grade, é possível fazer a análise da imagem em seu espaço de cor nativo, normalmente RGB cor luz ou CMYK cor pigmento, e em outros espaços de cor, como LAB, YUV, HSL etc. Alguns são representações de cores físicas, outras são representações apenas digitais, como é o caso do HSL.

A leitura da cor em HSL pode ser feita em qualquer imagem, independente do modo e do espaço de cor nativos, pois ela é uma “tradução” da cor dos pixels para um método de leitura mais simples, baseado na separação das características básicas da cor.

Este método é dividido em três partes:
Hue ou matiz: ângulo que a cor se encontra no circulo de cores. Vai de 0 a 360 graus, como qualquer outro círculo, começando em 0 graus no vermelho, e indo 120 graus a mais para cada uma das outras cores RGB. Entre essas cores, a 60 graus, 180 e 240 estão os pigmentos CMYK, que são cores resultantes diretas da mistura RGB (assim como RGB é a mistura resultante direta de CMYK, depende do modo de cor que está sendo usado).

Saturação: É a intensidade de pureza da cor, quanto mais pura, mais vívida. Vai de 0 a 100%, sendo 0% cores neutras, acinzentadas, e em 100% a cor na intensidade máxima.

Luminância: É a intensidade de brilho da cor, quanto mais clara maior a intensidade, indo de 0% a ausência de brilho ou preto, até 100% o brilho no máximo.
Fast Color - MenorTodas essas informações são importantes para entender como funciona o tratamento de cor da imagem, independente do software escolhido.

No caso do Premiere, os efeitos Fast Color Correction e Three-way Color Correction são baseados nesta separação.

Eles apresentam a divisão:

– Balanço de cor: primeiro tem um gráfico de ângulo de cor. O anel externo muda o ângulo da cor ou cores selecionadas, sem afetar a luminância ou a saturação. O pequeno círculo branco interno move a direção da cor, tingindo a imagem e afetando tanto matiz quanto saturação; esta opção é utilizada quando há um problema no balanço de branco, ou para alterá-lo criativamente. Por último, o quadrado laranja na mesma linha do círculo branco define a intensidade da cor aplicada.

– Saturação: este ajuste define a intensidade da cor. No Fast Color existe apenas um controle que afeta a imagem inteira, já no Three-way há um master e outro controle para cada área tonal, sombras, meios tons e brilhos.

– Luminância: dividido em dois gráficos no estilo de níveis, o primeiro ajusta a área da luz selecionada, que será projetada ao valor do segundo gráfico, mapeando uma entrada de luz para uma saída. Para simplificar, o resultado do primeiro ajuste aumenta o contraste, deixando o escuro mais escuro, e o claro mais claro, já o segundo diminui o contraste, deixando mais lavada a luminância da imagem.

Correção Secundária

Além de ser usado para tratamento primário, o HSL é utilizado na separação por cor da imagem para um ajuste secundário localizado. Para isso, é necessário aplicar um novo efeito, caso já tenha uma correção primária; depois, abra a opção de cor de secundária, ative o botão para mostrar a máscara resultante da seleção. Pode-se usar os conta gotas para uma seleção inicial. Mais abaixo, abra as categorias hue, saturação e luminância para poder refinar a seleção. Em cada parâmetro há dois quadrados e triângulos; os quadrados definem o limite do parâmetro selecionado mais intensamente, enquanto o triangulo é o nível mais suave de seleção até o fim desta seleção. No final temos as opções para desfocar a seleção, evitando assim ruídos indesejados no ajuste da imagem, e por último temos uma opção para inverter a seleção. Essa opção é muito útil para isolar tons de pele e afetar o cenário preservando a estética da pele.

Porém, o HSL só funciona quando podemos isolar uma área específica pelas suas propriedades de cor, mas muitas vezes essas cores se repetem em outras partes da imagem, e nesses casos é necessário usar uma ferramenta de máscara para isolar também uma área específica da imagem por sua posição. Esta máscara pode ser usada sozinha ou em conjunto com uma separação HSL.

MáscarasAs máscaras são opções novas no Premiere Pro CC 2014.2, então caso não tenha atualizado ainda o seu pacote Creative Cloud, essa é uma boa hora.

Nesta versão temos máscaras circulares, quadradas e livres, através da caneta vetorial, e elas estão em TODOS os efeitos. Para utilizá-las, basta colocar o efeito na imagem, depois clicar na ferramenta de máscara e ajustá-la na tela na posição desejada. Na imagem acima foi utilizada a caneta para isolar o céu e poder ajustar as pessoas sem estourar as áreas mais claras.

Outras opções são: desfoque de máscara; definir se o efeito será utilizado no lado interno ou externo da máscara; animar a forma da máscara através do relógio Mask Patch ou por Traqueamento, este último ajusta automaticamente a movimentação da forma traçada pelas setas de play, play reverso e frame a frame. É possível ainda colocar mais de uma máscara por efeito, usar máscaras para recortar imagens criando transparência, copiar máscaras de um efeito para outro e/ou enviá-las para o After Effects e Speed Grade. A integração entre essas ferramentas é ótima na versão atual e será abordada nos próximos posts.

As lindas imagens são de arquivo dos bancos ARRI e KineRaw.

Aprenda mais no vídeo tutorial: Máscaras e separação por cor no Premiere Pro.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s