Trabalhando com cor na seção HSL do Lightroom

O Lightroom, assim como  o Adobe Camera Raw, são as duas ferramentas de revelação fotográfica da Adobe e as principais do mercado. Qualquer trabalho fotográfico profissional vai começar por um desses dois software para o tratamento e ajuste básico da imagem digital. Entre as principais opções destes softwares estão as categorias de ajuste básico, seguido por curvas RGB e depois a separação HSL, estas três seções juntas são o coração do tratamento fotográfico e é importantíssimo dominá-las a fundo. Neste artigo vamos entender um pouco mais da seção HSL (matiz, saturação e luminância), que também está disponível para tratamento de cor dentro do Premiere, no Photoshop e no After Effects pelo ajuste Hue/saturation, e no Speed Grade.

HSL

Antes de analisar como a seção HSL funciona, vamos entender o que é o HSL.

Dentro dos softwares para tratamento de cor, como o Photoshop, Premiere, After Effects, Lightroom e Speed Grade, é possível fazer a análise da imagem em seu espaço de cor nativo, normalmente RGB, cor luz, ou CMYK, cor pigmento, e em outros espaços de cor, como LAB, YUV, HSL etc. Alguns são representações de cores físicas, outras são representações apenas digitais, como é o caso do HSL.

A leitura da cor em HSL pode ser feita em qualquer imagem, independente do modo e do espaço de cor nativos, pois ela é uma “tradução” da cor dos pixels para um método de leitura mais simples, baseado na separação das características básicas da cor.

Este método é dividido em três partes:
Hue ou matiz: ângulo que a cor se encontra no circulo de cores. Vai de 0 a 360 graus, como qualquer outro círculo, começando em 0 graus no vermelho, e indo 120 graus a mais para cada uma das outras cores RGB. Entre essas cores, a 60 graus, 180 e 240 estão os pigmentos CMYK, que são cores resultantes diretas da mistura RGB (assim como RGB é a mistura resultante direta de CMYK, depende do modo de cor que está sendo usado).

Saturação: É a intensidade de pureza da cor, quanto mais pura, mais vívida. Vai de 0 a 100%, sendo 0% cores neutras, acinzentadas, e em 100% a cor na intensidade máxima.

Luminância: É a intensidade de brilho da cor, quanto mais clara maior a intensidade, indo de 0% a ausência de brilho ou preto, até 100% o brilho no máximo.

Todas essas informações são importantes para entender como funciona o tratamento de cor da imagem, independente do software escolhido.

Vamos analisar em uma imagem como usar essas informações HSL dentro do Lightroom:

01
Imagem original sem nenhuma modificação
02
Ganho de saturação nas cores azul e azul-piscina (ciano).
03
Imagem final com redução de luminância na cor azul.

Na seção HSL os ajustes são apresentados de duas formas. Quando a opção HSL está ativa temos uma coluna principal, que representa a matiz, ou a saturação ou a luminância, separadas por angulo de cor, começando em vermelho 0 grau e passando por cada uma das cores a cada 60 graus, e adicionalmente as cores laranja e púrpura, que estão a apenas 15 graus. A outra forma de usar a seção HSL para ajuste de cor é ativando a opção COR. Nela, a divisão das colunas são por cores e separadas por suas características básicas, HSL. Embora esses modos se apresentem diferentes eles fazem exatamente a mesma coisa, use o que achar mais ágil, eu pessoalmente gosto mais do HSL.

Depois de escolhida qual a propriedade a ser alterada, identificada a cor, e subir ou descer a barra alterando sua intensidade, se preferir pode também usar a ferramenta de controle que fica no canto superior esquerdo do painel. Se optar por essa ferramenta, é só clicar na cor da imagem a ser alterada e puxar para cima ou para baixo, alterando o parâmetro escolhido.

No exemplo da foto, temos na primeira imagem a versão original, a segunda imagem está com a coluna saturação ativada e a saturação da cor azul é elevada, deixando a cor do céu mais pura, e consequentemente mais vívida. Já a terceira foto está com a coluna luminância ativa e de novo a cor azul é alterada, desta vez reduzindo a luminância e dando mais contraste com as nuvens.

 

 

04
Imagem original com a opção P&B ativa.
05
Imagem final com redução de luminância no canal azul.

 

A seção HSL também pode ser utilizada para criar imagens preto e branco mais interessantes. No exemplo acima, primeiro foi acionada a opção P&B no topo do painel HSL. Depois, com a ferramenta de ajuste, basta clicar no céu (ou na área a ser ajustada) e puxar para cima ou para baixo; na imagem foi puxado para baixo a cor azul, dando mais contraste com as nuvens. A ferramenta é útil na identificação da cor a ser ajustada, já que em P&B não é possível ver as cores da imagem.

Aprenda ainda mais na vídeo aula Trabalhando com cor na seção HSL do Lightroom.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s